Red.: João Carlos Moraes

Alunos da Escola Estadual Senador João Bosco participaram na tarde de quinta-feira (22) da palestra sobre Astronomia. O evento aconteceu no laboratório do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (Nepa) anexo ao Centro de Estudo Superiores de Parintins (Cesp), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).Um total de 20 estudantes entre as turmas do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio estiveram presentes no evento.

A palestra teve o objetivo de popularizar e despertar o estudo da Astronomia na região amazônica entre os estudantes secundaristas e foi ministrada pelo coordenador do Nepa, Nélio Martins da Silva Azevedo Sasaki, professor e doutor em Astrofísica.

Sasaki agradeceu à Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino do Amazonas (SEDUC-AM) que, através das escolas, gestores e professores, apoia o Nepaque entendem que Astronomia é importante na formação dos alunos. “Nós só temos agradecer à Seduc que apoia o Nepa, às escolas, os gestores, professores de ciências que entendem a importância da formação dos alunos, evidentemente,as feiras de ciências, feiras de Astronomia são muito bem vindas e é a oportunidade que o estudante tem de vivenciar de maneira mais intensa essa ciência, em particular a Astronomia e Astronáutica”.

O professor de Física, Aildon Melo Leal, destaca a satisfação, por parte do docente e do aluno sem participar de uma evento sobre Astronomia devido às informações que são encontradas na internet serem muito fragmentas e que ir em busca de mais conhecimentofaz toda a diferença, “Além de tudo a gente ver que é muito fragmentada as informações de Astronomia. E um pouco de formação pode fazer muita diferença, basta tomar atitude de querer ir em busca de conhecimento.”

“Quando a gente vempara estas palestras, vemos o quanto é grande as informações, o quanto é gigantesco esses assuntos, a gente nota a limitação que a gente tem na escola. É conhecimento que a gente vai adquirindo ao longo do tempo, até mesmo pra entender tudo ao nosso redor e como funcionam as coisas” Disse Rafael, 17 anos, aluno do primeiro ano.

Um evento como esse, “abriu meus olhos pra muitas coisas. Eu aprendi coisa que eu não sabia que, na verdade, que estavam me deixando com muitas dúvidas. E, pra mim foi uma experiência legal, até por que eu meu interesso por Astronomia, que quando o professor Nélio falou tudo isso, fez eu me interessar ainda mais por Astronomia”, relatou a estudante Joheid Pereira dos Santos, 16 anos, aluna do primeiro ano do ensino médio.

Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia – Nepa

No Amazonas, o Nepa tem promovido a popularização da ciência e tecnologia através do Ensino de Astronomia. Além de abordar assuntos que tangenciam o Ensino e a Pesquisa em Astronomia, também, preocupa-se com a divulgação da mesma.

O Nepa através de um projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) trouxe para o Amazonas o 1º Planetário Digital da Região Norte do Brasil. Na verdade, são os primeiros, uma vez que o Planetário Nepa é composto por dois planetários, a saber: Planetário Digital de Parintins e Planetário Digital de Manaus.

Atualmente o Nepa conta com 46 acadêmicos pesquisadores, 36 mulheres e 10 homens, de 13 áreas diferentes, desde Astrofísica, Astromatemática, Astropedagogia, Astroquímica, Astrogeografia, Astrohistória, Astrolinguagem, Astrobiologia, Astronomia Indígena, Astrofilosofia, Astronomia em Libras, Astronomia Afro, além de tantas outras vertentes voltadas para o ensino.

O Nepa interage com outros órgãos especializados em Astronomia, entre eles, a Agencia Espacial Americana, Nasa, e a União Astronômica Internacional (IAU, sigla em inglês para International Astronomical Union), o órgão formado por astrônomos profissionais de diversos países.