Red: Cleimer Carneiro

Um empurrador de nome Príncipe VL, pertencente à empresa Príncipe Navegação, foi a pique no sábado (13) no Rio Andirá. Não houve vitimas.

Segundo o proprietário Adson Pontes, a embarcação foi atingida por uma forte ventania e jogada de encontro com um banco de areia. Dois tripulantes estavam abordo no momento do incidente.

Em contato com a redação do jornal da Amazônia, Adson Pontes desmente a informação publicada nas redes sociais sobre derramamento de combustível no rio.

O proprietário diz também que no momento em que a embarcação era içada, agentes da Capitania dos Portos e do meio ambiente de Barreirinha, acompanharam os trabalhos, no entanto, nada de irregular foi detectado no rio.

“Era uma embarcação nossa, um empurrador que servia para empurrar balsas e barcos. No momento do acidente tinha dois tripulantes a bordo: o comandante e o maquinista. A informação sobre a contaminação é mentira, é Fake News. Não existiu derramamento de óleo no rio”, comentou o proprietário da embarcação.