Red.: Neudson Corrêa

Os estudantes de diversos cursos do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (Icsez), unidade acadêmica da Universidade Federal do Amazonas, resolveram ocupar na tarde desta segunda-feira (19) a Casa do Estudante de forma deliberada devido a demora na entrega para os alunos que vêm de outras cidades estudar em Parintins.

Porém, a casa do estudante que deveria se entregue no dia 15 de outubro não está sendo ocupada até agora pelos inquilinos. O prédio de dois pavilhões e com 144 apartamentos foi construído no terreno da própria instituição de ensino superior.

Um grupo com mais de 50 alunos do Icsez que tiveram suas inscrições homologadas são os maiores interessados. E esses alunos passaram a ocupar os cômodos na tarde de ontem. Com cartazes nas mãos os alunos chamavam a atenção da comunidade acadêmica com frases do tipo “A casa é nossa: ocupamos”, “Lutar não é crime”.

A demora na entregue na casa do estudante acontece pela não conclusão do muro que fica nos fundos do terreno. Os estudantes fizeram questão de mencionar os nomes de suas cidades de origem quando da presença da equipe do Sistema Alvorada de Comunicação, da rádio Alvorada e TV Alvorada.

O representante dos discentes em Parintins e a nível estadual, Arcenildo Souza, do curso de Comunicação Social, comenta sobre o porquê da ocupação do prédio.

“Sabemos das dificuldades dos acadêmicos que são de outras cidades e até de outros estados para cursar o nível superior em Parintins e enfrentam o problema que é a falta de onde morar, sendo que a casa está construída”, comentou.

Arcenildo Souza também aponta outros problemas vivenciados pelos alunos da Ufam em Parintins, como por exemplo, o abandono das obras do Restaurante Universitário, falta de segurança patrimonial e também cobra a instalação dos elevadores nos pavilhões da unidade acadêmica.

Dos 144 apartamentos, 111 devem ser ocupados por estudantes de diversas cidades brasileiras.