Alvorada Parintins

AM registra 67 casos de COVID-19; Médico é diagnosticado no Alto Solimões

Médico da saúde indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Solimões testou positivo para a doença.

Subiu para 67 o número casos do novo coronavírus no Amazonas, segundo o governo. A informação foi confirmada divulgada na tarde desta quinta-feira (26). De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), o interior teve mais confirmações de casos: além dos dois registrados em Parintins, um foi confirmado em Santo Antônio do Içá, e outro em Boca do Acre – cuja confirmação foi realizada em Rio Branco..

Dos 67 confirmados, sete estão internados: um no Hospital Delphina Aziz – que se tornou a unidade de referência da Covid-19 no estado – e seis em hospitais privados em Manaus. A diretora da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto informou que 18 outros casos suspeitos estão em análise.

Primeiro caso no Alto Solimões

Na tarde de quarta-feira (25), o médico da saúde indígena do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Alto Solimões, Matheus Feitosa, divulgou um comunicado afirmando que testou positivo para a COVID-19, em Santo Antônio do Içá-AM. De acordo com o médico, ele chegou ao município no dia 18 de março de 2020 sem os sintomas da doença.

Acredito ter contraído o vírus durante minha viagem aos estados de Santa Catarina e Paraná, ou ainda durante minha viagem de lancha até Santo Antônio do Içá. Cheguei em Santo Antônio do Içá no dia 18 de março de 2020, onde até então estava assintomático. Tive um pouco de tosse, onde prontamente fiz o uso de máscara e todos os protocolos de higienização durante meus atendimentos a fim de evitar qualquer contaminação aos meus pacientes. No dia 19 pela manhã, senti febre. E prontamente me isolei em casa. Onde estou até hoje 25 de março de 2020, data do resultado positivo do teste”, relatou o médico da saúde indígena.

você pode gostar também