Alvorada Parintins

Aulas na rede municipal de ensino devem continuar de forma remota no segundo semestre em Manaus

Prefeitura informou que retorno de aulas presenciais só deverá ocorrer após liberação das autoridades de saúde sanitária. Estado reabriu escolas no dia 10 de agosto.

A Prefeitura de Manaus anunciou que seguirá com o sistema de aulas remotas durante o segundo semestre do ano letivo de 2020. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (26), após uma reunião entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e representantes do Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

Atualmente, a rede municipal de ensino possui 496 unidades educacionais, com mais de 242 mil alunos. As aulas presenciais no Município estão suspensas desde o início da pandemia do novo coronavírus. A doença levou a capital amazonense a sofrer colapsos no sistema de saúde e funerário. Até a terça-feira (25), são mais de 116 mil infectados e mais de 3,5 mil mortos em todo o estado.

Nesta quarta-feira, foram apresentadas as diretrizes pedagógicas do novo semestre e um guia orientador para prevenção e controle na rede municipal de ensino de Manaus. O órgão também informou não há previsão para o retorno das aulas presenciais, o que só deverá ocorrer após a liberação das autoridades de saúde sanitária.

Segundo a Prefeitura, uma pesquisa de satisfação foi realizada com profissionais da área da educação, alunos e familiares, a fim de avaliar as ações realizadas no ensino remoto. Mais de 110 mil pessoas, entre professores e alunos, responderam o questionário.

De acordo com a pesquisa, aproximadamente 70% dos pais e responsáveis avaliaram de bom a ótimo o projeto “Aula em Casa”. Os dados também apontaram que 97,7% dos 8,5 mil professores que analisaram o questionário se sentiram apoiados pelo gestor ou pela equipe escolar, para realização do projeto. Além disso, 96,5% dos professores têm acompanhado as videoaulas, com suas respectivas turmas e 96% avaliaram o projeto de bom a ótimo. Outros 91,7% afirmaram ter conseguido organizar o trabalho em home office.

Um guia com orientações de prevenção e controle na rede municipal de ensino também foi encaminhado às escolas, segundo a Prefeitura. Nele, são apresentadas medidas de prevenção, como elaboração do plano de contingência da escola, protocolos de saúde e medidas de controle, que trata do monitoramento das condições de saúde, fluxos de atendimento para casos suspeitos nas escolas, entre outros.

Retorno das aulas na rede estadual e privada

 

Depois de três meses sem atividades presenciais por causa da pandemia de Covid-19, as escolas particulares de Manaus voltaram a abrir as portas para os alunos no início deste mês de julho. O Governo do Amazonas autorizou o retorno das atividades presenciais nessas instituições e divulgou uma cartilha com normas e recomendações oficiais de segurança.

Já na rede estadual, cerca de 110 mil alunos do ensino médio e do ensino de jovens e adultos retornaram às aulas presenciais no dia 10 de agosto. No entanto, o retorno foi marcado por protesto e por casos de infecções do novo coronavírus em professores de diversas escolas da capital. Até esta quarta-feira (26), 342 profissionais havia testado positivo para a doença.

O retorno do ensino fundamental estava marcado para acontecer no dia 24, mas o governo adiou a retomada e afirmou que a mudança ocorre para que as unidades de ensino passem por preparação e cita, também, a necessidade de testar um número maior de profissionais da educação.

JORNALISMO AO VIVO VERTICAL
você pode gostar também