Alvorada Parintins

Carnavalesco da Gaviões da Fiel é agredido e está em estado grave na Santa Casa de SP

Delegacia investiga o que motivou a agressão. A Liga Independente das Escolas de Samba afirmou que lamenta 'esse tipo de acontecimento'.

O carnavalesco Zilkson Reis, da escola de samba Gaviões da Fiel, está internado em estado grave na Santa Casa de São Paulo, após ter sido agredido no sábado (26) na sede da escola de samba na região do Bom Retiro, na região central da cidade.

O motivo da agressão está sendo investigado pelo 2º Departamento Policial. Segundo testemunhas, o carnavalesco teria estuprado uma mulher na 45ª Festa do Chopp da Gaviões da Fiel. A polícia informou que está em contato com a vítima.

Em nota a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que o inicialmente, o boletim de ocorrência foi registrado online como tentativa de homicídio, mas “ao tomar conhecimento dos fatos, a delegada titular do 2º Distrito Policial, responsável pela área, iniciou as apurações dos fatos e está em contato com a mulher para registrar o caso”.

A advogada de Zilkson, Ana Cláudia Vieiralves, disse que a escola não registrou a ocorrência. Ela disse, ainda que o artista plástico não foi socorrido pelo agressor e que ninguém chamou uma ambulância. Segundo a defensora, o carnavalesco foi “abandonado à própria sorte” e teve o pulmão perfurado e está com coágulos no cérebro, além de hematomas pelo corpo.

Quanto à acusação de abuso, Ana Cláudia afirmou ser uma calúnia e disse que a Gaviões apagou a nota em que cita isso. Segundo ela, a irmã e a mãe de Zilkson estão indo para São Paulo:

— Elas estão embarcando hoje (quarta-feira) de Parintins para Manaus e de lá para São Paulo para acompanhar o Zilkson, chamado carinhosamente de Zico. As passagens foram doadas pelo presidente Antônio Andrade, do Boi Bumbá Garantido. A Gaviões não ajudou em nada financeiro e nem com informações verdadeiras. Assim como não prestou socorro médico adequado. (São) coautores da tentativa de homicídio, por omissão.

A Liga Independente das Escolas de Samba afirmou que lamenta “esse tipo de acontecimento e está acompanhando o caso para saber o que de fato aconteceu e avaliar se a casa deve tomar alguma atitude”.

A Gaviões da Fiel divulgou uma nota sobre o caso, mas depois afirmou que vai divulgar uma nova.

Com informações de g1 São Paulo e O Globo

Relacionadas
Mostrar comentários (1)