Alvorada Parintins

Comércio amazonense cresce 19,7% em julho, aponta IBGE

Atividade é a primeira do estado a apresentar crescimento após isolamento social causado por pandemia.

O comércio amazonense apresentou uma alta 19,7% no volume de vendas em julho deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (10). No comparativo com o mês de junho deste ano, o crescimento foi de 5,5%.

Com os resultados, o Estado já possui o 4º melhor desempenho no ano. Em relação à indústria, o Amazonas cresceu 14,6% em julho de 2020, na comparação com o mês anterior (junho).

No acumulado no ano, o comércio apresentou crescimento de 2,5%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na soma dos últimos doze meses, o indicador variou 6,4%. Com os números, o comércio amazonense sai do vermelho a passa a apresentar saldo positivo no ano de 2020.

O setor é a primeira atividade a apresentar crescimento após o início do isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus, que já infectou mais de 124 mil pessoas em todo o estado.

Segundo o IBGE, o comércio ampliado – que é o comércio normal mais a comercialização de automóveis, peças e materiais de construção – foi o que teve o melhor desempenho. Em julho de 2020, o volume de vendas do comércio varejista ampliado amazonense foi de 7,0%, frente a junho de 2020.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o comércio varejista ampliado no Amazonas alcançou 21,5%. No acumulado do ano, o setor não apresentou variação em relação ao mesmo período do ano anterior. Já no acumulado dos últimos doze meses, o indicador alcançou 3,1%.

Por G1

JORNALISMO AO VIVO VERTICAL
você pode gostar também