Alvorada Parintins

Dioceses brasileiras apostam nas redes sociais para estar em comunhão com os fiéis

“A Quaresma de 2020 está marcada, excepcionalmente, pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19). A experiência deste mal comum nos revela a importância do bem comum. Por isso mesmo, evitemos abrir brechas na barragem de contenção do coronavírus, com escolhas irresponsáveis, e obedeçamos às disposições restritivas das autoridades competentes, comportando-nos com cautela e responsabilidade”, diz um comunicado da Arquidiocese de Goiânia publicado nesta quarta-feira, 18 de março.

A nota alerta ainda que “ao proteger-me, protejo os mais fracos, os mais expostos: idosos, adultos frágeis, crianças doentes. É esse o sentido de qualquer cancelamento ou adiamento, mesmo com sacrifício pessoal e comunitário, de muitas iniciativas que fazem parte da nossa ação evangelizadora e sacramental habitual”.

Diante dessa realidade a arquidiocese de Goiânia iniciou uma campanha nas redes sociais para incentivar os cristãos a se cumprimentarem com a mensagem “Deus conosco” por meio de um sinal da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e, assim espalhar o amor de Cristo. Quem quiser participar deve compartilhar o vídeo, fazer o seu vídeo e compartilhar nas redes com as seguintes hastags #EuFicoEmCasa #DeusConosco #rezemosjuntos #juntoscontraocoronavirus.

Essa é uma das iniciativas que a Igreja no Brasil tem encontrado para mais perto e em comunhão com o povo de Deus de modo virtual neste momento em que o Brasil está em quarentena. Em resposta ao surto do novo coronavírus em rápida expansão pelo mundo, inúmeras arquidioceses e dioceses publicaram notas suspendendo ou cancelando, por tempo indeterminado, as atividades promovidas pela Igreja nos municípios e cidades do Brasil.

você pode gostar também