No dia 7 de outubro, primeiro turno das eleições gerais, um contingente de 7 mil e 200 policiais militares vão garantir a segurança do eleitor no dia pleito em todo o Amazonas.

Foi o que disse o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Anézio Paiva em uma videoconferência com o ministro Extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, para tratar do planejamento das ações de segurança para as eleições deste ano.

A videoconferência que aconteceu ontem, quinta-feira, dia 4, contou também com a participação do coordenador de planejamento e gestão integrada do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), coronel Fábio Pacheco.

O Amazonas foi o Estado referência da região Norte, por concentrar as ações de monitoramento e controle das ações no CICC de forma integrada com os órgãos do sistema de Segurança Pública e demais órgãos que atuarão no pleito.

Segundo o secretário de Segurança Pública, coronel Anézio Paiva, ao todo, 7 mil e 200 policiais trabalharão no dia do pleito em todo o Amazonas fazendo o policiamento ostensivo e garantindo o cumprimento da legislação eleitoral.

O coronel Anézio Paiva comentou que, especificamente para o interior foram encaminhados 1.037 policiais militares e 57 policiais civis. Na capital, todo o efetivo das forças de segurança estará de sobreaviso com as polícias operando quer seja nos locais de votação, garantindo a segurança das urnas, quer seja no entorno das escolas, fazendo o policiamento de forma a se fazer cumprir a legislação eleitoral.

O secretário afirma que a população pode ir votar tranqüila porque todo o sistema de Segurança Pública está empenhado em garantir que seja uma eleição dentro da normalidade.

De acordo com o coordenador de planejamento e gestão integrada do CICC, coronel Fábio Pacheco, no próximo domingo (7), dia do 1º turno das eleições, o monitoramento será feito de forma integrada com sistemas das Secretarias de Estado e Municipal de Educação, além de um sistema de geoprocessamento de todos os locais de votação no Amazonas.

A Seduc e a Semed disponibilizaram, através do Centro de Operações de Segurança Escolar (Cose) as imagens das escolas. Os dados serão compartilhados com a sala de operações do CICC.

Com isso, os órgãos farão o monitoramento durante todo o período do pleito – 1º e 2º turno. Agregado a esse sistema, junto com o Serviço de Atendimento de Chamada de Emergência (Sace), foi geoprocessado cada zona eleitoral e cada local de votação.

“Isso significa dizer que temos a imagem de onde está cada zona eleitoral, onde está a Polícia Militar e, em caso de ocorrências temos como orientar o policiamento e, inclusive, calcular o tempo de atendimento”, explicou o coronel.

Também participaram da videoconferência, no Amazonas, representantes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), do Corpo de Bombeiros, da Guarda Municipal e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).

Red.: Neudson Corrêa, por meio do site Amazonas Notícias