Alvorada Parintins

Governo emite alerta de risco por surto de Covid-19 em região de fronteira no Alto Solimões

Notificação ocorreu na cidade de Islândia no Peru, fronteira com Benjamin Constant.

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) emitiu um alerta de risco para Covid-19, após receber notificação de surto da infecção na cidade de Islândia, Peru, na região de fronteira do Alto Solimões, com o município de Benjamin Constant (a 1.121 Km a oeste de Manaus).

Conforme o comunicado, no período de 1º a 19 de julho, foram registrados 82 casos de Covid-19 na cidade de Islândia, no Peru. Em junho, o registro era de apenas um caso da infecção. A região também é próxima de Atalaia do Norte e Tabatinga, no Amazonas.

O alerta anunciado na tarde desta quinta-feira (29) visa acionar as equipes de Resposta Rápida para enfrentamento da Covid-19 no Amazonas.

Após o alerta, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde informou ao CIEVS Nacional com a finalidade de articular e coordenar as ações de vigilância voltadas para a região de fronteira do Alto Solimões e evitar a disseminação de Covid-19, nos municípios brasileiros, e da variante Lambda (também conhecida como C.37 ou “Variante Andina”, identificada no Peru).

De acordo com o governo, a ação de suporte ao enfrentamento da pandemia na região de fronteira do Alto Solimões inclui as cidades de Benjamin Constant, Atalaia do Norte e Tabatinga.

Na manhã desta quinta-feira (29/07), representantes das instituições se reuniram na sede da FVS-RCP, na zona norte de Manaus, para traçar o plano de ação para a estratégia de suporte aos municípios. Entre as medidas discutidas estão a intensificação da vacinação contra Covid-19, testagem de detecção da infecção e rastreamento dos casos confirmados da doença.

você pode gostar também
Deixe um comentário