Alvorada Parintins

Hospitais do Amazonas sem oxigênio; Governador pede socorro

Segundo Wilson Lima, “o pulmão do mundo está precisando de oxigênio”, destacando que toda solidariedade do mundo é importante para ajudar o povo amazonense.

Durante coletiva de imprensa sobre ações emergenciais para amenizar a crise no abastecimento de oxigênio nas unidades de saúde da rede pública, o governador do Amazonas, Wilson Lima, clamou por toda ajuda possível ao Estado.

“Hoje, o Estado do Amazonas, que é referência para o mundo, e que todo o mundo volta seus olhares para cá, quando há problema relacionado ao meio ambiente, está clamando, pedindo por socorro”, afirmou.

A declaração do governador aconteceu logo após o anúncio do decreto que estabeleceu toque de recolher em Manaus das 19h às 6h, além do anúncio do plano de transferência de pacientes com Covid-19 do Amazonas para outros cinco estados do país.

O Amazonas vive grave crise no abastecimento de oxigênio nas suas unidades de saúde. O insumo é fundamental para que pacientes com o novo coronavírus possam continuar em tratamento, já que um dos principais sintomas da doença é a sensação de falta de ar. Conforme publicado por A CRÍTICA, hospitais de Manaus já registram a falta de oxigênio enquanto familiares de pacientes correm para tentar comprar, por conta própria, cilindros.

“O pulmão do mundo está precisando desse oxigênio, dessa ajuda. É importante que todos tenham esse sentimento de solidariedade para como o nosso povo. Vamos continuar lutando para salvar vidas.”, encerrou.

Por Portal A Crítica

JORNALISMO AO VIVO VERTICAL
você pode gostar também