A saúde em Parintins ganhou no inicio da noite desta terça feira uma sala equipada para tratamento de pessoas em situação de emergência.

O centro de tratamento semi-intensivo foi doado pelo empresário Edilson Rufino, proprietário da rede de supermercados Baratão da Carne em Manaus. A conquista foi por meio das sobrinhas do empresário, Iara Novo e Claudia Novo. Iara Novo não pode comparecer na cerimonia de entrega, a irmã dela Claudia Novo esteve presente representando o tio Edilson Rufino.

De acordo com Claudia Novo o avô dela passou um período se recuperando no centro de tratamento semi-intensivo do hospital padre colombo e na ocasião, um outro paciente deu entrada em estado grave e precisava de atendimento, claudia disse que retiraram seu avô  para dar lugar a outra pessoa, desde então, surgiu a ideia de ajudar o hospital.

“Fomos em busca de  um parceiro de coração generoso, que pudesse ajudar a saúde Parintinense e encontramos o senhor Edilson Rufino. Edilson imediatamente atendeu o pedido e disponibilizou esse bem precioso para o hospital padre colombo”. Relatou a sobrinha do emrpesario.

A cerimônia de entrega foi feita pelo Bispo da Diocese Dom Giuliano Frigene. Ele disse que essa é uma conquista de grande relevância para a saúde do município.

Médicos, Enfermeiros e funcionários participaram da entrega da nova Unidade | Foto: Altair Costa

Também participaram da inauguração a diretora do hospital Nara Koide, o medico Alberto Figueiredo, Paulo Sarrazim, o vice presidente do conselho municipal da saúde Messias Oliveira e demais  profissionais da saúde.

A sala de reabilitação de pacientes em estado grave, vem para somar com os atendimentos de urgência e emergência do hospital que atende pacientes não somente da sede do município, mas de outras cidades do baixo amazonas e oeste do estado do Pará.

O medico cirurgião e membro da diretoria do hospital padre colombo Alberto Figueiredo revela que essa doação tira uma grande ´preocupação dos profissionais da saúde, que por certos momentos tiveram que remover pacientes que se encontravam se recuperando na única sala de reabilitação, para dar lugar a outro em estado mais grave.

O medico Paulo Sarrazin conta que por diversas vezes recebeu pacientes precisando de atendimento de atendimento na UTI, mas com a única sala ocupada ficava sem saber o que fazer e agora com mais um equipamento o atendimento para os pacientes vai melhorar.

Red.: Cleimer Carneiro