Alvorada Parintins

Maués-AM comemora 187 anos de fundação

A economia do município gira em torno principalmente da cultura do guaraná.

O município de Maués-AM, distante a 267 km, em linha reta, da capital Manaus, celebra nesta quinta-feira (25) 187 anos de fundação.

Devido a pandemia da covid-19, a festa de comemoração foi suspensa. Todos os anos, shows musicais, a escolha da Miss Maués, e outras atividades, acontecem na praça de Alimentação, no centro da Cidade, e reúnem milhares de pessoas.

No dia 25 de junho de 1833, a antiga Luséa foi elevada à categoria de vila. Em 1853, pela lei nº 25 de 3 de dezembro, a vila tornou-se cidade, chamada São Marcos de Mundurucânia. Consta como uma das freguesias da província, denominada Maués, em 1858. O Deputado José Bernardo Michiles, em 1865, apresentou projeto, tendo sido aprovado, pela mudança do nome de Maués para Conceição.

Foto: Liam Cavalcante

Enfim, já na República, em 1895, pela lei nº 133 de 5 de outubro, a localidade torna-se Comarca. E em 4 de maio de 1896 é considerado município pelo novo regime jurídico, com o nome de Maués, pela lei nº 137.

O nome Maués tem origem na língua Tupí, e na tradução, significa curioso e inteligente. Maué, ou Maue, também é o nome usado para designar a nação indígena que habitava a região, e que pode significar “Papagaio falante ou inteligente”.

A história de Maués tem início com os índios Mundurucu e Mawé, que viviam em constante conflito devido as suas diferenças culturais e a disputa da posse de terras da região, conhecida como Mundurucânia, em meados do século XVII. As duas tribos viviam da agricultura, principalmente do guaraná e da mandioca.

Foto: Liam Cavalcante

Com 62 mil habitantes, segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a economia do município gira, principalmente, em torno da cultura do guaraná. O município exporta cerca de 300 toneladas por ano, e também produz, em pequena escala, outras culturas, como a pecuária, avicultura e pescado, que também têm impacto significativo na economia, e vem crescendo a cada ano.

O turismo é um setor econômico com grandes possibilidades de desenvolvimento no município, pela existência privilegiada de inúmeras áreas de belezas naturais, como corredeiras, cachoeiras, grutas, reservas indígenas, reservas de desenvolvimento sustentável e praias paradisíacas.

82,2% dos moradores de Maués são católicos. A Paróquia de Nossa da Conceição, a única do município, é a maior em abrangência da Diocese de Parintins.

Praias

Avenida Antártica | Foto: Liam Cavalcante

Praia da Ponta da Maresia/ Praia da Avenida Antártica – juntas formam uma área de balneabilidade de cerca de 2.400 metros. A área da Maresia é a mais conhecida, pois todos os anos é lá que acontece a tradicional Festa do Guaraná no fim do mês de novembro, atraindo milhares de turistas para o município.

Reprodução

Ilha de Vera Cruz – Ilha situada em frente de Maués (10 minutos de voadeira). Apresenta extensas praias de areias brancas assim como formações rochosas reveladas na época de vazante. Os moradores dessa área são os maiores produtores de farinha e mandioca do município. Na ilha possui um dos sítio arqueológicos de Maués.

Principais festas

Rerprodução
  • Carnaval – Maués Folia (em fevereiro)
  • Festa do Divino Espírito Santo (31 de maio a 08 de junho)
  • Aniversário de Maués (25 de junho)
  • Festival Folclórico da Ilha de Vera Cruz (agosto)
  • Festival de Verão (setembro)
  • Festa do Guaraná (novembro/dezembro)
Foto: Liam Cavalcante

Longevidade

Pesquisas feitas em Maués indicam que o guaraná pode contribuir para a maior longevidade dos idosos. Grande parte da população costuma misturar o pó de guaraná com água e açúcar para ter mais disposição durante o dia. Hábito que vem dos índios da região que há muito tempo fazem a bebida para ter energia para caçar e cuidar dos afazeres diários. O que estes índios descobriram há muito tempo tem sido estudado nos últimos anos. Muitas pesquisas são feitas com guaraná para dar crédito científico ao que a sabedoria popular apregoa. É antioxidante, energético, afrodisíaco, tira a fome e é considerado parte do que garante longevidade aos moradores da região amazônica, principalmente a cidade de Maués.

Reprodução

Como chegar

Você pode vir a Maués de barco, lancha ajato ou avião. A distância para Manaus é de 267 km em linha reta ou equivalente 45 minutos por via aérea, e 356km por via fluvial, cerca de 16 a 18horas de barco-recreio.

*com informações de maues.am.gov.br
JORNALISMO AO VIVO VERTICAL
você pode gostar também