Alvorada Parintins

Núncio Apostólico no Brasil se apresenta ao presidente Jair Bolsonaro

Dom Giambattista Diquattro entregou, na quinta-feira (07/01), sua carta credencial como novo Núncio Apostólico da Santa Sé no Brasil ao presidente Jair Bolsonaro, em Brasília.

O Núncio foi nomeado pelo Papa Francisco em 29 de agosto de 2020.

Biografia

Giambattista Diquattro nasceu em Bolonha, Emília-Romanha, Itália, em 18 de março de 1954 é arcebispo, diplomata, teólogo e canonista. Foi ordenado sacerdote em 1981. Recebeu seu mestrado em Direito Civil na Universidade de Catânia, e doutorado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma e mestrado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma.

Entrou para o Serviço Diplomático da Santa Sé em 1º de maio de 1985, e serviu em missões diplomáticas nas representações pontifícias na República Centro-Africana, República Democrática do Congo e Chade, nas Nações Unidas em Nova York, e mais tarde na Secretaria de Estado do Vaticano, e na Nunciatura Apostólica na Itália.

O Papa João Paulo II o nomeou núncio apostólico no Panamá em 2 de abril de 2005. Bento XVI o nomeou núncio apostólico na Bolívia em 21 de novembro de 2008 e em 21 de janeiro de 2017, o Papa Francisco o nomeou Núncio Apostólico na Índia e no Nepal.

O que é um Núncio Apostólico

O Núncio Apostólico representa o papa junto às Igrejas particulares (dioceses, arquidioceses, prelazias) e também junto aos Estados e autoridades públicas. É o embaixador do Estado do Vaticano, o representante do papa no Brasil.

Sua principal missão é tornar sempre mais firmes e eficazes os vínculos de unidade entre a Sé Apostólica e as Igrejas particulares. Também tem o encargo de promover e estimular as relações entre a Santa Sé e as autoridades, tratando das questões concernentes às relações entre a Igreja e o Estado.

JORNALISMO AO VIVO VERTICAL
você pode gostar também