Telefones celulares considerados irregulares no país começarão a ser monitorados e passarão por um processo de bloqueio a partir do próximo domingo, dia 23. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que o bloqueio começa em dez estados, e as irregularidades são aparelhos adulterados, roubados, extraviados e não certificados pela Anatel.

Segundo a agência, que divulgou a informação nesta segunda-feira (17) na Agência Brasil, a medida atinge os usuários de celulares de estados das regiões Centro-Oeste, Sul, Norte e Sudeste.

No Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Tocantins, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, quem estiver utilizando aparelhos irregulares, vai começar a receber a partir deste domingo mensagens alertando sobre o problema. Nesses estados, a medida vale para aparelhos irregulares habilitados a partir de 23 de setembro de 2018.

Os aparelhos irregulares receberão a partir de domingo a seguinte mensagem, enviada pelo número 2828: “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal”. O bloqueio dos aparelhos será feito a partir do dia 8 de dezembro.

Com o bloqueio, a Anatel pretende reduzir o uso de telefones móveis não certificados, com IMEI falsificado, clonado ou outras formas de falcatrua. Segundo a Anatel, os usuários que já têm aparelhos móveis irregulares habilitados não serão desconectados, caso não alterem o número.

Red.: Marcos Felipe com inf. do BNC Amazonas