Red.: Neudson Corrêa

Trabalhadores da empresa Borges da Rocha, que realizam atividades no anexo da escola municipal Tsukasa Uyetsuka, estão há três quinzenas sem receber seus salários.

Familiares desses pais de família, em contato com o departamento de jornalismo, dizem que os profissionais da construção civil estão passando necessidade, e que os responsáveis pela empresa não informam os motivos do atraso.

Na sexta-feira (1), o secretário de Obras do município de Parintins, Mateus Assayag, quanto esteve no local para fazer vistorias na obra, disse que os trabalhadores iriam receber os salários nesta segunda-feira, porém até este momento o dinheiro não foi repassado.

O secretário de Obras Mateus Assayag assegura que por parte da prefeitura de Parintins a situação está regularizada, porém quanto à denúncia, o problema diz respeito aos responsáveis pela empresa.

“A prefeitura não tem nenhum débito com a empresa. Logo quando eu soube desta situação, já cobrei, pois a prefeitura não deve nada a empresa”, disse o secretário.